As aves das Salinas da Ria Formosa

Partilha esta publicação

No passado dia 3 de Outubro o RIAS realizou uma saída de campo para observação de aves no Parque Natural da Ria Formosa, acção esta inserida no Fim-de-semana Europeu de Observação de Aves.
Esta visita foi guiada por Thijs Valkenburg e Fábia Azevedo e decorreu nas salinas da Fuseta, onde estiveram presentes 20 participantes.

Foram observadas 40 espécies diferentes nomeadamente:

  • Corvo-marinho (Phalacrocorax carbo)
  • Carraceiro (Bubulcus ibis)
  • Garça-branca (Egretta garzetta)
  • Garça-real (Ardea cinerea)
  • Cegonha-branca (Ciconia ciconia)
  • Colhereiro (Platalea leucorodia)
  • Pato-real (Anas platyrhynchos)
  • Pernilongo (Himantopus himantopus)
  • Alfaiate (Recurvirostra avosetta)
  • Borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula)
  • Borrelho-de-coleira-interrompida (Charadrius alexandrinus)
  • Tarambola-cinzenta (Pluvialis squatarola)
  • Seixoeira (Calidris canutus)
  • Pilrito-das-praias (Calidris alba)
  • Pilrito-pequeno (Calidris minuta)
  • Pilrito-de-peito-preto (Calidris alpina)
  • Milherango (Limosa limosa)
  • Fuselo (Limosa lapponica)
  • Maçarico-galego (Numenius phaeopus)
  • Maçarico-real (Numenius arquata)
  • Perna-vermelha (Tringa totanus)
  • Perna-verde (Tringa nebularia)
  • Rola-do-mar (Arenaria interpres)
  • Gaivota-de-cabeça-preta (Larus melanocephalus)
  • Guincho (Chroicocephalus ridibundus)
  • Gaivota-d’asa-escura (Larus fuscus)
  • Gaivota-de-patas-amarelas (Larus michahellis)
  • Garajau-grande (Sterna caspia)
  • Mocho-galego (Athene noctua)
  • Guarda-rios (Alcedo atthis)
  • Cotovia-de-poupa (Galerida cristata)
  • Andorinha-das-barreiras (Riparia riparia)
  • Andorinha-das-chaminés (Hirundo rustica)
  • Andorinha-dos-beirais (Delichon urbica)
  • Alvéola-amarela (Motacilla flava)
  • Fuinha-dos-juncos (Cisticola juncidis)
  • Toutinegra-dos-valados (Sylvia melanocephala)
  • Felosa-musical (Phylloscopus trochilus)
  • Pardal (Passer domesticus)
  • Gaivota de bico fino (Larus genei)

No final da visita os participantes tiveram a oportunidade de assistir à devolução à Natureza de um Borrelho-grande-de-coleira (Charadrius hiaticula) que esteve em recuperação no RIAS. Esta ave foi encontrada por um particular que o recolheu e entregou no centro. Encontrava-se muito debilitada pelo que o processo de recuperação consistiu em administração de fluídos, alimentação adequada e descanso. Foi baptizada Martim.

Uma resposta

  1. Acabámos de ver as imagens da libertação do Martim.
    Foi um momento inesquecível.
    Também tenho algumas fotos que vos enviarei por e.mail. Obrigada pela vossa dedicação. Um abraço.
    Assunção, José, Gustavo e Guilherme Calé

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Encontrou um animal selvagem ferido?

Não deverá dar água ou comida, pois pode estar a comprometer a recuperação do animal.

Não esclarecemos todas as suas dúvidas?

Loja

O RIAS tem disponíveis vários produtos para venda no nosso centro, em Olhão. Mas pode também adquirir alguns produtos sem se deslocar até ao RIAS!

Voluntariado e Estágios

Os voluntários desempenham um papel imprescindível no funcionamento do RIAS.

Desde 2009, o nosso centro já contou com o apoio de mais de 1.000 voluntários/estagiários.

Tarefas gerais do voluntário

Condições gerais

Se queres trabalhar com fauna selvagem, envia-nos o teu currículo e as datas de voluntariado / estágio através  do nosso formulário de contacto.

Donativos

Os donativos monetários são vitais para melhorias nas instalações e custos associados aos animais em recuperação.

A sua contribuição faz a diferença.

para 927 659 313

IBAN: PT50 0035 0555 0004 8770 8302 8
BIC SWIFT: CGDIPTPL (Caixa Geral de Depósitos de Olhão)

Entregue presencialmente à equipa do RIAS, nas nossas instalações ou durante algum evento.

Se pretender fatura, entre em contacto connosco.

Angariação de material

Contribua com doações de materiais essenciais para a higiene, limpeza e alimentação dos animais no RIAS.

Por favor, contacte-nos previamente para agendar a entrega dos bens.

Apadrinhamento

O apadrinhamento de um animal selvagem em recuperação no RIAS consiste numa contribuição simbólica, e dá-lhe a possibilidade de assistir à devolução à natureza do seu afilhado!

Torne-se um membro ativo na recuperação de animais selvagens em Portugal!

Simples

Valor mínimo:  35€

Super Padrinho

Valor mínimo:  50€

Devolução de animal no RIAS

Valor: (2,50€/aluno, ou mínimo equivalente a 15 alunos)

Devolução de animal na escola ou imediações

Valor: (3,50€/aluno, ou mínimo equivalente a 15 alunos) + Deslocação para escolas fora do concelho de Olhão

Faça da sua empresa um apoiante para a causa da conservação de fauna selvagem em Portugal. Apadrinhe!

Opções de Apadrinhamento

Cabanas: 150€

Tavira: 250€

Armona: 450€

Culatra: Sob consulta

Deserta: 1500€