Primeiro papagaio-do-mar recuperado pelo RIAS

Partilha esta publicação

Que ano que estamos a ter!

ūü•≥

J√° alcan√ß√°mos os 10 000 animais recuperados e agora adicionamos a este n√ļmero um papagaio-do-mar (Fratercula arctica). 

O primeiro recuperado pelo RIAS.


Foi resgatado no in√≠cio de maio e encontrava-se bastante debilitado, com as penas desgastadas e uma mancha de √≥leo na barriga. Conclu√≠do o diagn√≥stico, demos in√≠cio ao protocolo estabelecido para aves marinhas emaciadas – um processo que inclui, entre outros, administra√ß√Ķes de flu√≠dos (sub-cut√Ęneos, intravenosos e/ou orais) de acordo com o seu estado. Para saber que medidas aplicar, temos sempre em considera√ß√£o diversos crit√©rios relacionados com o peso e valores sangu√≠neos.

Ap√≥s todo o stress do resgate e do exame f√≠sico, deix√°mo-lo a descansar durante a noite. 

Os dias que se seguiram foram focados no protocolo que referimos anteriormente, até que estava forte o suficiente e decidimos experimentar a dar-lhe peixe. Para nossa surpresa, foi com grande apetite que devorou todos os que lhe demos.

Durante os dias seguintes, e já totalmente estabilizado, foi colocado numa pequena piscina exterior, com acesso a um sítio seco, de forma a recuperar a sua impermeabilidade, tão importante para uma ave marinha. À noite, era recolhido para o interior para não estar susceptível às baixas temperaturas.

 

Pouco tempo depois, foi transferido definitivamente para uma instala√ß√£o exterior, uma piscina maior, ainda com acesso a uma prancha, que lhe foi gradualmente retirada. 

Assim ficou até ser finalmente libertado na zona onde foi resgatado, a Ilha Deserta.

√öltimas Publica√ß√Ķes

Deixe um coment√°rio

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Encontrou um animal selvagem ferido?

Não deverá dar água ou comida, pois pode estar a comprometer a recuperação do animal.

N√£o esclarecemos todas as suas d√ļvidas?

Loja

O RIAS tem disponíveis vários produtos para venda no nosso centro, em Olhão. Mas pode também adquirir alguns produtos sem se deslocar até ao RIAS!

Voluntariado e Est√°gios

Os voluntários desempenham um papel imprescindível no funcionamento do RIAS.

Desde 2009, o nosso centro j√° contou com o apoio de mais de 1.000 volunt√°rios/estagi√°rios.

Tarefas gerais do volunt√°rio

Condi√ß√Ķes gerais

Se queres trabalhar com fauna selvagem, envia-nos o teu currículo e as datas de voluntariado / estágio através  do nosso formulário de contacto.

Donativos

Os donativos monet√°rios s√£o vitais para melhorias nas instala√ß√Ķes e custos associados aos animais em recupera√ß√£o.

A sua contribuição faz a diferença.

para 927 659 313

IBAN: PT50 0035 0555 0004 8770 8302 8
BIC SWIFT: CGDIPTPL (Caixa Geral de Depósitos de Olhão)

Entregue presencialmente √† equipa do RIAS, nas nossas instala√ß√Ķes ou durante algum evento.

Se pretender fatura, entre em contacto connosco.

Angariação de material

Contribua com doa√ß√Ķes de materiais essenciais para a higiene, limpeza e alimenta√ß√£o dos animais no RIAS.

Por favor, contacte-nos previamente para agendar a entrega dos bens.

Apadrinhamento

O apadrinhamento de um animal selvagem em recuperação no RIAS consiste numa contribuição simbólica, e dá-lhe a possibilidade de assistir à devolução à natureza do seu afilhado!

Torne-se um membro ativo na recuperação de animais selvagens em Portugal!

Simples

Valor m√≠nimo:¬†¬†35‚ā¨

Super Padrinho

Valor m√≠nimo:¬†¬†50‚ā¨

Devolução de animal no RIAS

Valor: (2,50‚ā¨/aluno, ou m√≠nimo equivalente a 15 alunos)

Devolu√ß√£o de animal na escola ou imedia√ß√Ķes

Valor: (3,50‚ā¨/aluno, ou m√≠nimo equivalente a 15 alunos) + Desloca√ß√£o para escolas fora do concelho de Olh√£o

Faça da sua empresa um apoiante para a causa da conservação de fauna selvagem em Portugal. Apadrinhe!

Op√ß√Ķes de Apadrinhamento

Cabanas: 150‚ā¨

Tavira: 250‚ā¨

Armona: 450‚ā¨

Culatra: Sob consulta

Deserta: 1500‚ā¨