Saída de Campo: Observação de Aves Selvagens

Partilha esta publicação

No passado dia 2 de Agosto a associação ALDEIA realizou uma saída de campo para observação de aves na Quinta do Lago.

Neste passeio estiveram presentes alguns sócios que tiveram oportunidade de observar:

Mergulhão-de-crista (Podiceps cristatus)
Mergulhão-pequeno (Tachybaptus ruficollis)
Cegonha-branca (Ciconia ciconia)
Garça-branca-pequena (Egretta garzetta)
Garçote (Ixobrychus minutus)
Colhereiro (Platalea leucorodia)
Flamingo (Phoenicopterus roseus)
Ibis-preto (Plegadis falcinellus)
Pato-real (Anas platyrhynchos)
Pato-de-bico-vermelho (Netta rufina)
Pato-trombeteiro (Anas clypeata)
Zarro-comum (Aythya ferina)
Milhafre-preto (Milvus migrans)
Galeirão (Fulica atra)
Galinha-de-água (Gallinula chloropus)
Caimão (Porphyrio porphyrio)
Pernilongo (Himantopus himantopus)
Maçarico-galego (Numenius phaeopus)
Rola-do-mar (Arenaria interpres)
Guincho (Larus ridibundus)
Andorinha-do-mar-anã (Sterna albifrons)
Rola-turca (Streptopelia decaoto)
Andorinhão-preto (Apus apus)
Poupa (Upupa epops)
Guarda-rios (Alcedo atthis)
Abelharuco (Merops apiaster)
Andorinha-dos-beirais (Delichon urbica)
Andorinha-das-chaminés (Hirundo rustica)
Cotovia-de-crista (Galerida cristata)
Melro (Turdus merula)
Toutinegra-de-cabeça-preta (Sylvia melanocephala)
Cartaxo-comum (Saxicola torquata)
Fuinha-dos-juncos (Cisticola juncidis)
Picanço-barreteiro (Lanius senator)
Pega-azul (Cyanopica cyanus)
Tentilhão (Fringilla coelebs)
Pardal-comum (Passer domesticus)
Tecelão-de-cabeça-preta (Ploceus melanocephalus)

Últimas Publicações

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Encontrou um animal selvagem ferido?

Não deverá dar água ou comida, pois pode estar a comprometer a recuperação do animal.

Não esclarecemos todas as suas dúvidas?

Loja

O RIAS tem disponíveis vários produtos para venda no nosso centro, em Olhão. Mas pode também adquirir alguns produtos sem se deslocar até ao RIAS!

Voluntariado e Estágios

Os voluntários desempenham um papel imprescindível no funcionamento do RIAS.

Desde 2009, o nosso centro já contou com o apoio de mais de 1.000 voluntários/estagiários.

Tarefas gerais do voluntário

Condições gerais

Se queres trabalhar com fauna selvagem, envia-nos o teu currículo e as datas de voluntariado / estágio através  do nosso formulário de contacto.

Donativos

Os donativos monetários são vitais para melhorias nas instalações e custos associados aos animais em recuperação.

A sua contribuição faz a diferença.

para 927 659 313

IBAN: PT50 0035 0555 0004 8770 8302 8
BIC SWIFT: CGDIPTPL (Caixa Geral de Depósitos de Olhão)

Entregue presencialmente à equipa do RIAS, nas nossas instalações ou durante algum evento.

Se pretender fatura, entre em contacto connosco.

Angariação de material

Contribua com doações de materiais essenciais para a higiene, limpeza e alimentação dos animais no RIAS.

Por favor, contacte-nos previamente para agendar a entrega dos bens.

Apadrinhamento

O apadrinhamento de um animal selvagem em recuperação no RIAS consiste numa contribuição simbólica, e dá-lhe a possibilidade de assistir à devolução à natureza do seu afilhado!

Torne-se um membro ativo na recuperação de animais selvagens em Portugal!

Simples

Valor mínimo:  35€

Super Padrinho

Valor mínimo:  50€

Devolução de animal no RIAS

Valor: (2,50€/aluno, ou mínimo equivalente a 15 alunos)

Devolução de animal na escola ou imediações

Valor: (3,50€/aluno, ou mínimo equivalente a 15 alunos) + Deslocação para escolas fora do concelho de Olhão

Faça da sua empresa um apoiante para a causa da conservação de fauna selvagem em Portugal. Apadrinhe!