Últimas libertações de 2018, mais um ano incrível que termina!

Partilha esta publicação

Nada melhor do que acabar o ano com a devolução à natureza de animais recuperados. E que grande ano foi 2018! 

Gaivotas libertadas no dia 28 de Dezembro na Quinta de Marim
Para nós é sempre difícil fazer um balanço, com tantas coisas maravilhosas que aconteceram e outras menos boas, mas que rapidamente se esquecem, quando libertamos um animal recuperado. É uma sensação indescritível quando vemos uma ave voar em liberdade das mãos de uma criança, quando percebemos que todo o trabalho e dedicação valeram a pena e que conseguimos, mais uma vez, dar uma segunda oportunidade a um animal! 

Ouriço-cacheiro libertado no dia 29 de Dezembro em Silves

2018 foi um ano desafiante, com alterações na equipa que nos obrigaram a adaptar a novas rotinas e com a vinda de voluntários incríveis sem os quais não conseguiríamos crescer, profissional e pessoalmente. 
Abraçamos com garra novos projectos, que para além de nos darem financiamento, permitiram que o nosso trabalho tomasse novos rumos.

Cria de coruja-do-mato em recuperação em Abril de 2018

Conseguimos sensibilizar ainda mais pessoas para a importância da conservação da natureza e, temos a certeza que alteramos algumas mentalidades para benefício da biodiversidade. 

Claro que tivemos momentos menos bons, onde enfrentamos a dura realidade a que a nossa fauna está sujeita, onde vimos até que ponto a espécie humana consegue ser cruel e egocêntrica, ao ponto de matar ou maltratar animais indefesos e tão importantes para a nossa própria sobrevivência. 

Cirurgia realizada a 18 de outubro de 2018 para retirar um anzol do esófago de uma gaivota

No entanto, como sempre até aqui, continuamos a acreditar no nosso trabalho, continuamos a zelar para que os nossos dias tragam sempre algo de bom para a natureza, continuamos a lutar com todas as armas que temos para fazer a diferença. 

Devolução à natureza de um alcaravão no dia 13 de julho de 2018

Resta-nos agradecer a todas as pessoas que de alguma forma apoiam o nosso trabalho, e que acreditam que o mundo em que vivemos pode ser cada vez melhor. 

A todos um MUITO OBRIGADO e esperamos contar convosco no próximo ano!!


2 respostas

  1. Bom dia, muito obrigado pela mensagem. Envie um email para rias.aldeia@gmail.com com a data da observação. Essa informação é muito importante para o nosso projecto de seguimento de gaivotas. Obrigado e aguardamos o seu email.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Encontrou um animal selvagem ferido?

Não deverá dar água ou comida, pois pode estar a comprometer a recuperação do animal.

Não esclarecemos todas as suas dúvidas?

Loja

O RIAS tem disponíveis vários produtos para venda no nosso centro, em Olhão. Mas pode também adquirir alguns produtos sem se deslocar até ao RIAS!

Voluntariado e Estágios

Os voluntários desempenham um papel imprescindível no funcionamento do RIAS.

Desde 2009, o nosso centro já contou com o apoio de mais de 1.000 voluntários/estagiários.

Tarefas gerais do voluntário

Condições gerais

Se queres trabalhar com fauna selvagem, envia-nos o teu currículo e as datas de voluntariado / estágio através  do nosso formulário de contacto.

Donativos

Os donativos monetários são vitais para melhorias nas instalações e custos associados aos animais em recuperação.

A sua contribuição faz a diferença.

para 927 659 313

IBAN: PT50 0035 0555 0004 8770 8302 8
BIC SWIFT: CGDIPTPL (Caixa Geral de Depósitos de Olhão)

Entregue presencialmente à equipa do RIAS, nas nossas instalações ou durante algum evento.

Se pretender fatura, entre em contacto connosco.

Angariação de material

Contribua com doações de materiais essenciais para a higiene, limpeza e alimentação dos animais no RIAS.

Por favor, contacte-nos previamente para agendar a entrega dos bens.

Apadrinhamento

O apadrinhamento de um animal selvagem em recuperação no RIAS consiste numa contribuição simbólica, e dá-lhe a possibilidade de assistir à devolução à natureza do seu afilhado!

Torne-se um membro ativo na recuperação de animais selvagens em Portugal!

Simples

Valor mínimo:  35€

Super Padrinho

Valor mínimo:  50€

Devolução de animal no RIAS

Valor: (2,50€/aluno, ou mínimo equivalente a 15 alunos)

Devolução de animal na escola ou imediações

Valor: (3,50€/aluno, ou mínimo equivalente a 15 alunos) + Deslocação para escolas fora do concelho de Olhão

Faça da sua empresa um apoiante para a causa da conservação de fauna selvagem em Portugal. Apadrinhe!

Opções de Apadrinhamento

Cabanas: 150€

Tavira: 250€

Armona: 450€

Culatra: Sob consulta

Deserta: 1500€